sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Bendita Esperaça (À memória de um vencedor!)


Em 04 de Janeiro de 2011, o Senhor achou por bem recolher meu pai...
Deixou a mim, minha mãe Ivanilda, e mais três filhos, Isalete, Ismael e Rose...
Além de genros, noras, netos e netas, e uma grande quantidade de familiares e amigos...
Pessoa admirável sob muitos aspectos...por sua fibra, pela vontade de viver,
pela capacidade de atravessar dificuldades sem perder o bom humor
Pela mente privilegiada, compôs hinos e musicas em geral...
Eloqüente pregador do Evangelho e professor...
ensinou-nos acima de tudo a ter esperança, como dizia a letra de uma de sua composições:
“Senhor estou no mar enfurecido, o mar que me mandaste atravessar. Os ventos são contrários, o mar bravio é, Senhor acrescenta-me a Fé! [...]Os fortes ventos perturbam minha nau, mas bem sei que por ti fui enviado e chegarei ao Porto Ideal”
Sim, cremos que o velho José Francisco chegou ao Porto Ideal! E seguindo sua lição de vida, somos consolados em meio à dor da separação, pelas Escrituras Sagradas, que nos enche de uma viva esperança, pela qual nos prostramos e adoramos ao Senhor, mesmo com lágrimas nos olhos:
Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança incorruptível, sem mácula, imarcescível, reservada nos céus para vós outros que sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação preparada para revelar-se no último tempo. Nisso exultais, embora, no presente, por breve tempo, se necessário, sejais contristados por várias provações, 1Pe.1.3-6
Sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos da parte de Deus um edifício, casa não feita por mãos, eterna, nos céus.” 2Co.5.1
Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.
Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo.
Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles.
E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.
E aquele que está assentado no trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras.
Disse-me ainda: Tudo está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Eu, a quem tem sede, darei de graça da fonte da água da vida.
O vencedor herdará estas coisas, e eu lhe serei Deus, e ele me será filho. Ap.21.1-7
À memória do Vencedor José Francisco Alves...14/04/1929 - 04/01/2011

2 comentários:

  1. Que o Senhor seja louvado!

    Graças ao privilégio da esperança do encontro definitivo e pleno com o Senhor e o Sr. José Francisco.

    Grande é o Senhor!

    ResponderExcluir
  2. José meus sinceros sentimentos de esperança e de renovação espiritual em sua vida e no de seua família, num momento de luto e de dor profunda. Que Deus te encha de paz, alegria e profunda comunhão no amor e na graça Dele. Enquanto ao seu papai, o sr. José Francisco, serviu a uma boa causa, e teve em vida um bom Senhor, Ele não deixará o seu servo abandonado, está feliz e num bom lugar, junto a Deus na eternidade!

    ResponderExcluir