quinta-feira, 26 de agosto de 2010

De que fé estamos falando ?

"Fé para hoje" é o nome de uma revista cristã…gosto desse nome, é muito sugestivo e dá a idéia de uma Fé imprescindível como o “pão nosso”, sempre necessário…Essa frase (FÉ PARA HOJE) nos faz pensar que a fé lida com as coisas do presente…Nos faz pensar o quanto precisamos de fé, sobretudo num tempo em que muitas igrejas falam de uma fé estranha...que começa como uma moeda celestial que compra tudo o que queremos, para ir crescendo até se tranformar num ídolo da religião evangélica...um deus que tenta transformar o Deus verdadeiro em servo dos homens!
I - Precisamos de fé para lidar com as coisas temporais
Tem muita gente se atrapalhando com as coisas temporais (emprego, finanças, bens materiais), e é nesse contexto que precisamos da ” Fé que vence o mundo”; Fé para subjugar as coisas temporais. Vivemos hoje o desafio da CONTEXTUALIZAÇÃO: Estar no mundo, mas não ser subjugado pelo mundo (Jo. 17). A Bíblia diz que o mundo precisa ser vencido… “Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo. Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre.” (I Jo.2.15-17). Portanto o mundanismo precisa ser vencido. Uma das caraterísticas fortes do mundanismo hoje é o INDIVIDUALISMO (leia II Tm.3.1-10). Outra face terrivel do mundanismo é o MATERIALISMO, a respeito do qual C.S.Lewis escreveu: “deviamos amar as pessoas e usar as coisas, mas em vez disso amamos as coisas e usamos as pessoas.” Só a fé gerada pela palavra de Deus tem poder para nos libertar disso. (Jo.8.32)
II - Precisamos de fé para não perder Deus de vista
Vivemos em uma geração incapaz de ver Deus nas ações e situações corriqueiras da vida…Parece que precisamos sempre de um milagre!! E quando ele não vem, nos vemos forçados a forjá-lo para continuar caminhando…Se não houver milagre aquilo que nós chamamos “FÉ”, se esvai !!! Enquanto isso, deixamos de perceber o “Deus que conhece o meu sentar e o meu levantar; de longe entende o meu pensamento.Esquadrinha o meu andar, e o meu deitar, e conhece todos os meus caminhos. Sem que haja uma palavra na minha língua, eis que, ó Senhor, tudo conheces. Tu me cercaste em volta, e puseste sobre mim a tua mão.Tal conhecimento é maravilhoso demais para mim; elevado é, não o posso atingir.” (Sl. 139.1-6)
III - Precisamos fé para ser igreja e estar na igreja
Quando olhamos todas as situações de decomposição da igreja institucional… igrejas imiscuídas na atmosfera do “show busines”…igrejas que não cumprem seu papel…Quando olhamos e vemos pessoas perdidas, sem saber o que é igreja, e pior sem referenciais…pessoas acentuadamente desinteressadas…Igrejas dos extremos: de um lado alienada, isolada, em nome da “santidade”, não se inteirando de nada que acontece a sua volta, e aí perdendo a capacidade de ser relevante; de outro lado abraçando tudo sem nenhum critério, em nome da “liberdade”, assimilando a superficialidade, se embriagando com a sensualidade, não conseguindo ver limites éticos e morais…então precisamos muito de FÉ !!!Fé para hoje, para ser igreja de uma forma equilibrada, para não perder a esperança de que a igreja de Cristo não morre, nem é derrotada, porque Cristo a sustém !!!
IV - Precisamos de fé para confessar a Jesus como Senhor
A Fé cristã vive de um contínuo encontro com Cristo, não é apenas um assentimento intelectual. É estar em Cristo (”Fé é Crer dentro”, Dic Bíblico Vida Nova), é um apegar-se ao Salvador de todo o coração, “permanecer em Cristo, e Cristo nele” (Jo15.4). Baseado nisso Spurgeon escreveu : “não faça da sua fé um Cristo”. Não há um poder inerente à própria fé. Esse conceito de fé distorcido nasceu com a onda positivista dos anos 80. Aquelas frases excêntricas do tipo: “há poder em suas palavras”, ou precisamos ter “fé na fé”, ou ainda “Deus teve fé”, daí decorre também o pragmatismo: “eu creio porque funciona”. Somos instados constantemente a obedecer um doutrina ou fazer algo, não porque é verdade, mas porque funciona. Isso na verdade é a negação da fé genuína !!!A fé que vence o mundo não tem essa característica. Ela nasce em nós por um ação efetiva do Deus Todo-Poderoso. Ela é gerada pela exposição da Palavra (Rm 10.17)Creio por que é verdade. Creio por que é a Palavra de Deus. Creio por que Deus decretou. “essa é a vitória que vence o mundo” I Jo.5.4,5
AMÉM

5 comentários:

  1. Olá Francisco.

    O Blog dos Eleitos indicou seu blog como um dos melhores blogs cristãos calvinistas. Abraços.

    ________________________
    Heitor Alves
    www.eleitosdedeus.org - Site de Teologia Reformada e Calvinista

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Graça e Paz!!!!!

    Conhecemos seu blog!!!
    Muito Edificante.
    Ah! Segue o link do nosso blog.
    Deus o abençoe,
    Suely
    http://herdeirosdedeushd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Graaande Francisco,

    Parabéns pelos textos. Precisamos de atalaias como você.

    Do seu blog, só não gostei de uma citação até agora (C. Fábio) rsrsrs.

    Continua, porém, retumbante o vaticínio de Cristo: Mt 23.3.

    Márcio B. Carvalho

    ResponderExcluir
  4. Siga http://gospelblogbrazil.blogspot.com/ E esteja sempre por dentro dos Shows, Notícias, Entretenimento e Vídeos Gospel!@GospelBlogBr

    ResponderExcluir
  5. Caro irmão Márcio, O Caio Fábio foi um excelente pregador e eu sei de muitas vidas que se renderam a Cristo por causa de sua pregação. Meu pai foi um deles. Negar isso é uma insanidade. Se ele caiu, errou, se arrependeu-se ou não? Só Deus pode julgá-lo. Se fosse assim teríamos que esquecer Davi, Salomão, Moisés e tantos outros que pecaram. Tenho livros do Caio e ainda escuto muito do que fala e querido irmão, ele tem coragem de apesar de, ainda pregar. "Quem não tem pecado que atire a primeira pedra".

    ResponderExcluir